terça-feira, 10 de novembro de 2009

Génesis 12 - Abrão emigra para o Egipto



Abrão, um tipo fixe por quem Deus tinha uma especial predilecção, casou com Sarai, que era sua meia irmã, uma união que foi abençoada por Deus.

Como Canaã era uma terra de muita fome, Abrão pegou na esposa e foi tentar a sua sorte (na altura chamava-se peregrinar)para o Egipto, onde começou a sua colossal fortuna. No Egipto reinava um faraó uma beca otário, que, por ser infiel, merecia no mínimo que se lhe fizessem a folha.

Então, lembrou-se Abrão de dizer à esposa:
- Tive uma ideia: tu, aos 75, és de uma beleza irresistível. Se o faraó sabe que és casada comigo mata-me! O que vais fazer é dizer ao faraó que és só minha irmã, atiras-te a ele, fazes-lhe aquele bobó (ainda hoje conhecido como bobó à faraó, o melhor de todos) e pedes-lhe em troca ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos que dizes que é para o teu irmão.

E o faraó, que era gerontófilo, deixou-se enredar na história e, em troca de faraónicos bobós, assim enriqueceu Abrão.

O grande Abrão provou assim, neste mero episódio, ser incestuoso, proxeneta, oportunista, impostor, manipulador, mentiroso, desonesto e amoral. Abrão foi também o percursor de pelo menos três das mais importantes religiões da actualidade: o Cristianismo, o Islamismo e o Judaísmo.

10 comentários:

camponesa pragmática disse...

genial!
gosto imenso da conclusão e do facto de estar tudo no mesmo parágrafo: a par de impostor, mentiroso, etc, Abrão foi também fundador das mais importantes religiões da actualidade.

camponesa pragmática disse...

ele prostituiu sarai. e o que é fascinante é que o faraó descobriu quando começou a sofrer consequências de viver ou dormir ou lá o que é com a mulher de abrão, que ele não sabia que era.

sou só eu ou o favoritismo também vos começa a saltar aos olhos? os escolhidos podiam tudo. os outros, que eram enganados ou injustamente acusados, não podiam nada e ainda eram castigados.

que mais esperar de um livro escrito por homens, senão este tipo de desigualdade?

como pude estudar política sem ler este livro? como? :>

carlopod disse...

de facto, camponesa, se pensarmos neste episódio como uma parábola que justifica tantas guerras e invasões que há hoje em dia...
e palpita-me que ainda vamos encontrar muitas mais.

dcc disse...

Ahahahahahahahahahahahaha!
Abrão era cá um cabrão!!:S

Dr. Scepticu disse...

Muito bom, pá! Vamos todos para o Inferno mas vale bem a pena B)

carlopod disse...

pois, eu já começo a ter pesadelos com isso!
tá tão bonito o template, camponesa!

dcc disse...

A camponesa é muito prendada.:)

Dr. Scepticu disse...

É preciso é calma.
(não vejo avatar do carlos; é o primeiro sinal da Condenação)

carlopod disse...

psiu, estou a ver se passo despercebido...

camponesa pragmática disse...

aaah, cá está aquilo do template. ainda bem que gostaste.
carlos, o paulo e eu somos admiradores do 2001 e fãs do hal 9000.
paulo, já reparaste no avatar do carlos? B')