quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Génesis 42: 21-38 - José prende os irmãos

José prendeu os irmãos durante três dias. À noite ia ter com eles à prisão e, às escuras, brincava com eles à cabra cega. E os irmãos, que preferiam brincar ao quarto escuro, sentiram que aquele era o castigo por terem vendido José. E Ruben notou:
– Eu bem disse que não era boa ideia.
– Metes nojo. – Respondeu-lhe um dos irmãos e os outros fizeram-lhe caretas e viraram-lhe a cara, pois já naqueles tempos ninguém gostava de pessoas com a mania.

José decidiu então que lhe bastava ficar apenas com um dos irmãos, que os outros regressariam para o resgatar, e prendeu Simão. Depois mandou os outros irmãos para casa com os mantimentos, ordenando-lhes que regressassem ao Egipto com o irmão mais novo. E mandou que lhes enchessem os sacos, que lhes restituíssem o seu dinheiro e lhes dessem comida para o caminho. E os irmãos, quando viram o dinheiro restituído, ficaram muito espantados. E assim ficou Jacob quando chegaram e lhe contaram. Contaram-lhe também que José os acusara de serem espiões e que exigira ver o irmão mais novo. Mas Jacob, mesmo quando Ruben o desafiou a matar os seus dois filhos caso Benjamim não voltasse a casa, negou-se a deixá-lo ir. E Simão ficou indefinidamente preso.

1 comentário:

dcc disse...

XIi essa versão do Cavaco é aterradora. Isso foi na altura em que estava a ser espiado?